ESTRATÉGIAS DE COPING UTILIZADAS POR ACADÊMICOS DE MEDICINA

  • Ariany Cibelle Costa Rezende Faculdades Integradas de Patos
  • Yoshyara da Costa Anacleto Estrela Faculdades Integradas de Patos (FIP), Patos, PB, Brasil
  • Rafaella do Carmo Ribeiro Faculdades Integradas de Patos (FIP), Patos, PB, Brasil
  • André Luiz Dantas Bezerra Faculdade São Francisco da Paraíba (FASP), Cajazeiras, PB, Brasil
  • Charlene de Oliveira Pereira Faculdades Integradas de Patos (FIP), Patos, PB, Brasil
  • Milena Nunes Alves de Sousa Faculdades Integradas de Patos

Resumo

Objetivo: Identificar e analisar as estratégias de coping mais utilizadas por acadêmicos de medicina e correlacioná-las com os dados sociais e demográficos da amostra. Método: Trata-se de pesquisa com caráter descritivo, transversal, com abordagem quantitativa. Após aplicação de critérios de inclusão e exclusão, amostra constituiu-se por 138 estudantes do curso de Medicina das Faculdades Integradas de Patos, Paraíba. A coleta de dados se deu após a aprovação do Comitê de Ética em Pesquisa, utilizando-se um instrumento para coleta de dados sociais e demográficos e o Inventário de Estratégias de Coping, já validado para a população brasileira. Os dados foram analisados no SPSS (versão 21) por meio de estatísticas descritivas de frequência relativa e absoluta e de tendência central e dispersão, adotando-se como testes inferenciais Correlações de Pearson. Resultados: Verificou-se no estudo que as estratégias de coping mais utilizadas pelos estudantes foram aceitação da responsabilidade (média=11,18), reavaliação positiva (média=13,32), e autocontrole (média=7,44). O sexo feminino apresentou maior pontuação nesses fatores. Os que não possuem bolsa de estudo apresentaram maior pontuação para a fuga e esquiva e reavaliação positiva. Conclusão: Os achados sugerem que a sensibilização das intuições universitárias quanto à ocorrência do stress entre os estudantes, bem como o investimento na melhoria da saúde, favorecem qualidade de vida aos universitários.


Palavras-chaves: Adaptação Psicológica; Centros Médicos Acadêmicos; Saúde Mental.


 

Biografia do Autor

##submission.authorWithAffiliation##

Acadêemica de Medicina

##submission.authorWithAffiliation##

Acadêmica de Medicina.

##submission.authorWithAffiliation##

Acadêmica de Medicina.

##submission.authorWithAffiliation##

 Professor do Curso de Enfermagem da Faculdade São Francisco da Paraíba.

##submission.authorWithAffiliation##

Professora do Curso de Medicina das Faculdades Integradas de Patos.

Publicado
2018-10-26
Como Citar
REZENDE, Ariany Cibelle Costa et al. ESTRATÉGIAS DE COPING UTILIZADAS POR ACADÊMICOS DE MEDICINA. REVISTA UNINGÁ, [S.l.], v. 55, n. 3, p. 24-34, out. 2018. ISSN 2318-0579. Disponível em: <http://revista.uninga.br/index.php/uninga/article/view/2062>. Acesso em: 19 nov. 2018.
Seção
Artigos