PREVALÊNCIA DE QUEDAS EM IDOSOS DEVIDO AO USO DE BENZODIAZEPÍNICOS E DIURÉTICOS

  • SHEILA ALVES GOMES TOMAZ
  • PAULA REIS PRADO
  • QÉZIA CRISTINA FONSECA DE JESUS
  • THAYNÃ SOARES COSTA
  • CYLIRA BOY DE VASCONCELOS
  • MERY NATALI SILVA ABREU
  • LEONARDO DE ARAÚJO LOPES
  • SILVIA BASTOS HERINGER-WALTHER

Resumo

Quedas entre idosos constituem um importante problemade saúde pública. Idosos que consomem 5 (cinco) ou maismedicamentos apresentam maior risco. As classesfarmacêuticas mais utilizadas e associadas a esses eventossão benzodiazepínicos e diuréticos. Objetivo: verificarquais medicamentos dentre benzodiazepínicos e diuréticosinfluenciam na queda em idosos de Coronel Fabriciano,Minas Gerais, Brasil. Métodos: Foram entrevistados 317(trezentos e dezessete) idosos (acima de 60 anos) emdiversas Unidades Básicas de Saúde. Resultados:Observou-se predominância do sexo feminino (68,5%),entre 60 e 69 anos (62,1%), analfabetos ou com ensinofundamental (86,7%), casados (53%) e uso regular emmédia de 3 (três) medicamentos. O uso de diuréticos nãoinfluenciou o número de quedas (p=0,149). No entantohouve associação significativa entre o uso debenzodiazepínico e quedas nos últimos 12 (doze) meses(p=0,009) principalmente no período matutino.Conclusão: Os diuréticos não tiveram influênciasignificativa nos eventos avaliados neste estudo.Entretanto, benzodiazepínicos aumentaram queda nosidosos da cidade. Os dados deste estudo apontam para anecessidade de ponderar e o uso de benzodiazepínicos quepodem trazer sérios efeitos adversos, sobretudo em idosos,como sonolência diurna, desequilíbrio e consequentesquedas.
Publicado
2018-01-09
Como Citar
TOMAZ, SHEILA ALVES GOMES et al. PREVALÊNCIA DE QUEDAS EM IDOSOS DEVIDO AO USO DE BENZODIAZEPÍNICOS E DIURÉTICOS. REVISTA UNINGÁ, [S.l.], v. 52, n. 1, jan. 2018. ISSN 2318-0579. Disponível em: <http://revista.uninga.br/index.php/uninga/article/view/1386>. Acesso em: 15 set. 2019.
Seção
Artigos