A INFLUÊNCIA DA IMPLANTAÇÃO DE GRUPOS NA ATENÇÃO BÁSICA DE SAÚDE PARA CUIDADORES DE IDOSOS

  • SABRINA PEREIRA CAMPOS TOZO
  • MARIA JOSE CAETANO FERREIRA DAMACENO
  • FERNANDA CENCI QUEIROZ
  • DAIANE SUELE BRAVO

Resumo

É possível observar que a população brasileira está envelhecendo gradativamente. Nota-se que grande parte das pessoas chegam aos 60 anos ou mais com algum tipo de dependência, necessitando de cuidados. Os cuidadores, em sua maioria, são pessoas da própria família que se dedicam a cuidar de seu familiar. A sobrecarga de trabalho e estresse físico e mental levam o cuidador a quadros depressivos, cansaço, desmotivação, entre outros. A criação de grupos na atenção básica de saúde é uma alternativa para melhorar o desempenho e qualidade de vida do cuidador. É importante que este tenha um espaço para adquirir conhecimento, trocar experiências e possibilitar a convivência fora do ambiente de cuidado. O presente trabalho busca esclarecer, por meio de uma revisão bibliográfica o que tem sido publicado em relação à implantação de grupos, na atenção básica de saúde, para cuidadores de idosos de forma a explicar o que são os grupos, identificar os processos de implantação, avaliar sua importância e identificar os benefí- cios para cuidadores de idosos e assim contribuir para a criação dos mesmos
Publicado
2018-01-09
Como Citar
TOZO, SABRINA PEREIRA CAMPOS et al. A INFLUÊNCIA DA IMPLANTAÇÃO DE GRUPOS NA ATENÇÃO BÁSICA DE SAÚDE PARA CUIDADORES DE IDOSOS. REVISTA UNINGÁ, [S.l.], v. 52, n. 1, jan. 2018. ISSN 2318-0579. Disponível em: <http://revista.uninga.br/index.php/uninga/article/view/1379>. Acesso em: 20 set. 2019.
Seção
Artigos