ATIVIDADE ANTIULCEROGÊNICA E POTENCIAL ANTIOXIDANTE DA ESPINHEIRA-SANTA (MAYTENUS ILICIFOLIA)

  • NAYARA KAROLINE DA SILVA PERIN
  • FÁBIO BRANCHES XAVIER

Resumo

Maytenus ilicifolia conhecida popularmente como espinheira-santa, espinheira-diva, salva-vidas, sobrade touro, cancerosa e coromilho do campo, pertencente à família Celastraceae, são plantas medicinais nativas noBrasil, é amplamente conhecida por sua atividade antiulcerogênica e antioxidante, sendo utilizada na forma dechá (infusão) das folhas. A presença dos flavonóides tetrasacarídeos nesta planta são os responsáveis pela açãoantiulcerogênica, mostrando-se tão eficaz quanto duas das principais drogas usadas neste tratamento: a ranitidinae a cimetidina. Na ação antioxidante os polifenóis atuam como captadores de radicais livres e têm despertadograndes interesses por possuírem a propriedade de impedir ou minimizar o estresse oxidativo causados pelosradicais livres. O uso desta planta não gera efeitos colaterais. Esta pesquisa teve como objetivo discutir atravésde uma revisão de literatura, com pesquisas em livros, literatura científica e conhecimento popular sobre a açãofarmacológica da espinheira-santa, principalmente a veracidade de sua atividade antiulcerogênica e antioxidante,assim como os aspectos negativos de uso indevido.
Publicado
2012-06-20
Como Citar
PERIN, NAYARA KAROLINE DA SILVA; XAVIER, FÁBIO BRANCHES. ATIVIDADE ANTIULCEROGÊNICA E POTENCIAL ANTIOXIDANTE DA ESPINHEIRA-SANTA (MAYTENUS ILICIFOLIA). REVISTA UNINGÁ, [S.l.], v. 32, n. 1, jun. 2012. ISSN 2318-0579. Disponível em: <http://revista.uninga.br/index.php/uninga/article/view/1047>. Acesso em: 17 set. 2021.
Seção
Artigos